A garota dinamarquesa

Com certeza, você já deve ter ouvido falar neste livro ou ter visto o filme. Eu demorei para ver ambos, parte porque a vida tem sido muito corrida, mas também porque queria deixar a poeira baixar e ter minhas próprias impressões.

A história de Einar me comoveu, não apenas por toda a transformação pela qual passou, mas por seu relacionamento com Gerda.

Einar e Gerda eram casados, se casaram relativamente jovens e ambos eram artistas, pintores e ilustradores para ser mais precisa.

Enquanto Einar fazia sucesso na alta sociedade com seus quadros, Gerda era considerada uma artista medíocre.

A vida do casal começou a mudar quando Gerda pediu ao marido que usasse as meias e sapatos da sua modelo, neste momento uma chave se ligou dentro de Einar.

– Tem certeza de que não se incomoda de parar um pouco para me ajudar? Eu não pediria se não fosse importante. Mas Anna cancelou de novo. Você se incomoda de vestir as meias dela? E os sapatos? […] Preciso de um par de pernas para o retrato dela, ou não vou conseguir terminar nunca.

– Isso vai ficar em segredo entre nós, Gerda? Você não vai contar para ninguém vai?

De pé sobre o baú, Einar começou a sentir calor e tonteira. Baixou o olhar para as canelas e viu os poucos pelos que apareciam através da seda lisa, semelhantes à penugem diminuta de uma vagem. Os sapatos amarelos pareciam delicados demais para sustentá-lo, mas seus pés pareciam estar perfeitamente à vontade arqueados; era como estivesse esticando um músculo caído em desuso.

E como este músculo em desuso, Einar descobriu um pedaço de si que estava há muito tempo esquecido. Neste momento nasceu Lili.

Lili aparecia esporadicamente por vontade própria, chegou tímida, misteriosa, talvez até um pouco insegura. Mas aos poucos foi ganhando espaço, confiança, vontades próprias, sonhos, desejos… Lili não era mais uma extensão de Einar, tinha deixado de ser o lado feminino de um homem e tinha se tornado uma mulher.

Gerda recebia Lili de braços abertos sempre que ela chegava sem avisar, as duas de uma forma engraçada acabaram se tornando amigas. Porém, Gerda sabia que seu marido estava se distanciando a cada dia e que em breve não haveria mais espaço para Einar e Lili dentro do mesmo corpo.

Tanto Einar quanto Lili sofriam com as transformações, inclusive fisicamente. Gerda em nenhum momento pensou em abandonar o marido, ao contrário, o apoiou todo o tempo e buscou por ajuda.

Gerda e Einar visitaram tantos médicos, mudaram de cidade, de país, em busca de compreender melhor o que estava acontecendo.

Foram sugeridos os mais diversos tratamentos, mas Gerda sabia que não era nenhum deles o certo para Einar e Lili.

É uma obra delicada, inquietante, singela, perturbadora… Não mostra apenas a transformação de um homem em uma mulher, não trata apenas de descobertas e de personalidade. Este livro mostra como uma relação estável, de amor e de confiança supera qualquer desafio, qualquer mudança que possa aparecer no caminho.

A relação de Gerda e Einar é pura, genuína e consequentemente aberta para a chegada de Lili. É com certeza um livro para se ler de coração aberto, sentindo e digerindo cada fato com cuidado e atenção.

Curiosidade 1: a autobiografia, “De homem a mulher: a primeira mudança de gênero” (originalmente em dinamarquês Fra mand til kvinde) escrita em 1931, foi publicada postumamente em 1933.

Curiosidade 2: o filme “A Garota Dinamarquesa”, dirigido por Tom Hooper, apesar de trazer à tona toda a delicadeza contida no livro, não consegue passar os mesmos detalhes e a mesma intensidade dos fatos. Mas com certeza é um belo filme, a fotografia e as atuações foram sublimes.

Título original: The Danish Girl

Autor: David Ebershoff

Tradução: Paulo Reis

Editora: Fábrica 231 / Rocco

Ano: 2016

Formato: PDF

Página: 368

Comidinha: o livro tem sabor de uma xícara de chá!

Posts Recomendados
Showing 4 comments
  • Daniela Tiemi
    Daniela Tiemi
    Responder

    Oi, Bia! Tenho vontade de ler o livro e assistir ao filme! Parece muito interessante!

    Abs.

    • Bia Oliver
      Bia Oliver
      Responder

      Dani, vale muito a pena viu! Assim que tiver a oportunidade faça! rs
      Bjs

  • Yara Santana
    Responder

    assisti o filme,achei tão interessante,tô louca pra conseguir o livro ❤

    • Bia Oliver
      Bia Oliver
      Responder

      Yara, tem para baixar no site Le Livros. 😉

Deixe um Comentário