Como eu era antes de você

Sim , procrastinei essa leitura o máximo que pude. Primeiro porque não queria ser influenciada por toda a emoção e comoção que criaram em torno da obra, segundo porque tinha um certo preconceito, confesso.

O livro conta a história de Will Traynor e Louisa Clark, duas pessoas completamente diferentes que nunca se encontrariam em “condições normais”da vida.

Louisa, ou Lou, era uma simples funcionária de um café de uma pequena cidade. Alegre e falante adorava ouvir histórias e inconscientemente armazenava muita informação sobre o comportamento humano.

Will, um cara bem sucedido, rico, aventureiro, estava acostumado a ter o mundo a seus pés e por infelicidade do destino e de um acidente, se tornou tetraplégico.

Quando Lou perdeu o seu emprego no café, sua família se desesperou, afinal seu salário era muito importante para o sustento da casa. Procurou emprego em praticamente todas as áreas possíveis de acordo com seu conhecimento e sua experiência e conseguiu o mais improvável: cuidadora de um homem tetraplégico.

Como era de se esperar, Lou e Will não se tornaram amigos logo de cara. O rapaz era sarcástico e muitas vezes mal educado, mas ela conseguiu driblar o mau humor e conquistar a sua confiança com seu jeito desastrado e sua tagarelice.

Durante a leitura foi possível perceber a evolução de Lou e de Will nos seis meses narrados, e principalmente o elo que surgiu entre eles, um laço de confiança, de amizade e de amor.

A autora mostrou de forma delicada e profunda todo o cenário ao redor do casal, a cidade, as duas famílias, os amigos. Ela nos apresentou cada um deles na medida certa, nem mais, nem menos e cada um foi importante no desenrolar de todos os eventos.

O que mais achei interessante foi a narrativa, praticamente o livro todo foi narrado a partir da visão de Lou, porém há capítulos narrados por Will, pelos pais de Will, pelo seu enfermeiro e até pela irmã de Lou.

Quando comecei a ler o livro deletei todas as informações que já havia visto sobre ele, esqueci todos os spoilers [também não tinha visto o filme até então]. Ria sozinha de todas as malcriações e respostas atravessadas, me divertia com as roupas peculiares da Lou, me interessava por cada nova informação… Sim, eu me rendi aos personagens, mas não entendia o choro e ficava me perguntando “Meu, por que todo mundo chorou com esse livro?“. É compreensível a vontade de Will, eu o teria ajudado sem questionar, porém sem abrir mão dos seis meses de diversão, claro…

Enfim, cheguei à mesa do café em Paris e senti meus olhos se encherem de lágrimas e comecei a rir. “Não acredito que o Will me fez chorar“… Fiquei uns cinco minutos chorando por causa da carta e ao mesmo tempo rindo por não acreditar que estava chorando por aquela carta já esperada [meu marido achou que eu estava louca].

Este livro é assim, te diverte, te traz muitas informações relevantes sobre necessidades especiais, e te emociona… Vale muito a pena e com certeza quero ler Depois de Você.

Este livro faz parte do #DesafioLiterário #VamosLerMulheres.

P.s.: Esta observação é para informar que o filme, apesar de lindo e a tentativa de ser fiel, não mostra nem metade dos fatos contidos no livro. O que é compreensível, já que um filme de 6 horas seria um fiasco, não é?

Sinopse:

Em Como eu era antes de você, Lou Clark é uma jovem cheia de vida e espontaneidade, que sabe uma porção de coisas. Ela sabe quantos passos separam sua casa do ponto de ônibus. Sabe que adora trabalhar como atendente em um café e sabe que provavelmente não ama seu namorado, Patrick. O que Lou não sabe é que está prestes a perder o emprego, e que isso a obrigará a repensar toda sua vida.

Will Traynor, por sua vez, sabe que o acidente com a motocicleta tirou dele a vontade de viver. Ele sabe que o mundo agora parece pequeno e sem graça, e sabe exatamente como vai dar um fim a tudo isso.

O que Will não sabe é que a chegada de Lou vai trazer de volta a cor à sua vida. E nenhum deles desconfia de que esse encontro irá mudar para sempre a história dos dois.

Título original: Me before you

Autora: Jojo Moyes

Tradução: Beatriz Horta

Editora: Intrínseca

Ano: 2013

Formato: PDF

Comidinha: este livro não pode ter outro sabor a não ser café!

Posts Recomendados
Showing 2 comments
  • Regiane Medeiros
    Responder

    Bia, fico feliz por você ter lido essa história de maneira imparcial, sem se deixar envolver pela comoção gerada… Não que a história não seja emocionante, mas a escrita da Jojo não é apelativa nem melodramática, é muito real. Will é real… Louisa é real… Conheço muitos deles devido à minha profissão e entendo perfeitamente o rumo que essa história teve. Beijo grande!!!

    • Bia Oliver
      Bia Oliver
      Responder

      Pois é Rê, acho que por todo o burburinho gerado eu meio que criei uma barreira e um certo preconceito com a Jojo Moyes, mas senti vontade de colocar na TBR e comecei a rir logo na primeira página. A narrativa é leve, sem apelação e por mais que a situação dos personagens seja comovente, a autora consegue expressar tudo de forma muito natural. Adorei! Bjos

Deixe um Comentário