Fogo e Fúria: o livro que Trump tentou censurar

O livro Fire and fury: Inside the Trump White House, do jornalista Michael Wolff, foi lançado no último dia 05 nos Estados Unidos.

Este livro está dando o que falar no mundo todo. Entenda o  que está rolando…

Copies of the book “Fire and Fury: Inside the Trump White House” by Michael Wolff are displayed at Barbara’s Books Store Friday, Jan. 5, 2018, in Chicago. (AP Photo/Charles Rex Arbogast)

 

A Polêmica

A história que contei parece mostrar esta Presidência de tal forma que diz que ele não pode fazer seu trabalho”, disse Wolff. “De repente, em todas as partes, as pessoas estão percebendo ‘oh meu Deus, é verdade, ele está nu’. Esse é o pano de fundo da percepção e do entendimento que finalmente encerrará… esta Presidência. – Wolff em entrevista à BBC.

O jornalista com acesso à cúpula da Casa Branca retrata os bastidores do governo de Donald Trump e exibe um quadro de despreparo, desorganização e assédios, sem contar a guerra contra a mídia e os polêmicos posts no Twitter presidencial.

Traz à tona informações como:

  • Trump e seus assessores mais diretos nunca acreditaram que ganhariam a eleição;
  • Ninguém da equipe de Trump acredita que ele tem capacidade para governar o país;
  • A política moderna se faz mais com conflito do que com consenso;
  • A filha de Trump revela como o pai faz aquele penteado peculiar;
  • E claro, a relação entre Trump e sua esposa.

Mas claro, Donald e seus advogados investiram pesado tentando barrar a publicação do livro, mas a editora Little Brown se antecipou e o resultado é que o livro se esgotou em poucos dias. O autor até chegou a agradecer o presidente por ajudá-lo no marketing através da tentativa de censura.

Verdade ou mentira

Claro que não há maneiras de saber se o conteúdo do livro é verdadeiro, afinal o presidente e a Casa Branca negam todas as informações. Porém, o fato é que o livro abalou a imagem de Trump – que já não é das melhores –  e está provocando muitas controvérsias políticas.

O autor Michael Wolff afirma que o livro foi escrito baseado em 200 entrevistas realizadas com o próprio presidente e seus assessores.

Fogo e Fúria no Brasil

O Grupo Companhia das Letras não perdeu tempo e comprou o livro enquanto a polêmica entre o autor e o governo ainda estava rolando nas redes sociais. O livro será publicado pela Objetiva até março deste ano.

Michael Wolff

O jornalista é colaborador de diversas publicações como New Yorker, GQ, Vanity Fair, Hollywood Reporter entre outras. Sua carreira é construída em coberturas de bastidores políticos, econômicos e do mundo da moda. Sua fama passa longe do jornalismo tradicional, pois seus textos são baseados muitas vezes em conversas de corredores, bate-papos informais, dos quais nem sempre ele faz parte. Ou seja, publica o que ouve por lá mesmo.

Para os colegas de profissão, Wolff não pode ser considerado um repórter investigativo, afinal costuma se basear em boatos e fofocas. Além de ser conhecido por trair suas fontes em “off”.

 

Acredito que este livro ainda vai dar muito o que falar no mundo inteiro. Estou ansiosa pela chegada dele ao Brasil e posso quase chutar de que tem sabor de camarão! 🙂

Ansiosos para o lançamento? Comenta aí!

Posts Recentes

Deixe um Comentário